Notícias

Jovem Furacão

Figueirense/PREC é tricampeão mundial de fut7 feminino

Capitã Aninha levanta troféu de tricampeão mundial (Foto: Divulgação/FIF7 Federation)

Mais um título histórico para a galeria de troféus do Figueirense/PREC. A equipe feminina do Furacão sagrou-se na tarde desta segunda-feira (23), tricampeã mundial de futebol 7 feminino. Disputada em Roma, na Itália, na final da competição, as Alvinegras superaram a Lazio, da Itália, nos shoot-outs, após empate por 1 a 1 no tempo normal.

Uma partida digna de uma final de Mundial de Clubes. Com as duas equipes jogando com toda a sua qualidade, o Figueirense/PREC tentava superar as ausências de Aninha e Bruna, expulsas na semifinal contra o União Ribeirão.

Marcando desde a saída de bola do time italiano, o Alvinegro abriu logo o placar com Marina, com forte chute em cobrança de falta. Após o gol, a Lazio encontrou chances de empatar a partida, todavia parava nas intervenções da goleira Luana.

Marina marcou o gol Alvinegro que abriu o placar (Foto: Divulgação/FIF7 Federation)

As até então bicampeãs mundiais realizavam um excelente e sólido jogo defensivo, contudo, próximo ao final da decisão, a Lazio chegou ao empate e forçou a ida para os shoot-outs.

Assim como o título em 2017, o primeiro a ser conquistado pelas alvinegras, na decisão por shoot-outs nesta edição, mais uma forte emoção para os corações alvinegros.

Bel abriu a sequência e acabou desperdiçando. A Lazio pulou a frente, mas com os acertos de Carol Prá e Marina Höher, juntamente com os dois chutes das italianas que foram para fora, o Figueirense/PREC ficou com título desta edição do Mundial de Clubes.

Shoot-outs definiram o título mundial de fut7 feminino (Foto: Divulgação/FIF7 Federation)

Histórico e campanha

Em toda a história, foram realizadas três edições do campeonato Mundial. Em todas as oportunidades, o Figueirense/PREC sagrou-se campeão da competição.

Na atual campanha, o título veio após quatro partidas, com três triunfos e um empate com vitória no shoot-outs.

Melhor ataque e melhor defesa do torneio, as Alvinegras marcaram 23 gols, enquanto sofreram apenas dois.

Prêmios individuais

Além do troféu de campeãs mundiais, o Figueirense/PREC foi contemplado com prêmios individuais. Aninha e Marina Höher foram as artilheiras da competição, ambas com seis gols, e dividiram o troféu.

Marina ainda recebeu o prêmio de melhor jogadora da competição, enquanto Emerson Prado foi eleito o melhor treinador.






Parceiros

Marcas que jogam junto com o Furacão

  • Liderança
  • Governo Federal
  • Topper
  • InfoTV
  • Baly
  • BrahmaBrahma