Figueirense FC - Site Oficial
Figueirense

x

Remo
Campeonato Brasileiro -  
27/07/24 -  
Estádio Orlando Scarpelli

Figueirense e Aparecidense-GO se enfrentaram na tarde ensolarada deste sábado (20), no Scarpelli, em duelo válido pela 4ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro – Série C.

A equipe goiana até saiu na frente, com gol de pênalti convertido por Alex Henrique, ainda no primeiro tempo, mas empurrado por mais de 7.300 alvinegros, o Figueirense buscou a virada, com gols de Gabriel Conceição e Renan Bernabé, ambos na segunda etapa, garantindo mais 03 pontos e a 5ª posição na tabela de classificação, com 07 pontos somados.

O próximo compromisso do alvinegro será novamente no Estádio Orlando Scarpelli, no domingo (28), às 16h30, diante do Botafogo-PB.

Fotos: Patrick Floriani – FFC

 

O jogo
O Figueirense foi a campo com algumas alterações, se comparado ao último jogo. No ataque, Gabriel Conceição entrou no lugar de Bruno General, que não pôde ser relacionado por conta de dores no joelho esquerdo. No meio de campo, Roberto Fonseca promoveu a entrada de Léo Artur no lugar de Cesinha, e na defesa, o lateral esquerdo William Matheus, com torcicolo, deu lugar ao jovem Vinícius Nucci.

Com tantas mudanças, o Figueirense demorou a se encontrar em campo. O primeiro tempo começou com a equipe visitante melhor, ocupando os espaços e envolvendo a equipe alvinegra. Logo no ínicio do jogo, aos 03 minutos, Andrew tocou para Gabriel Conceição, que tentou antecipar ao goleiro e caiu pedindo pênalti, mas a arbitragem mandou seguir. No lance, o goleiro da Aparecidense-GO caiu e pediu atendimento, demorando a se recompor, presságio do que aconteceria durante “quase” toda a partida. Aos 09 minutos, Du Fernandes fez boa jogada e tocou para Calyson, que chutou com perigo por cima do gol de Wilson. Logo na sequência, aos 10′, após bola colocada na área, Andrew chegou atrasado e derrubou Du Fernandes. Pênalti cobrado com categoria pelo atacante Alex Henrique, que abriu o placar aos 12 minutos da 1ª etapa. Depois do gol, o jogo ficou truncado, com muitas disputas físicas no meio de campo. Aos 21′, Andrew foi lançado em velocidade, mas adiantou demais a bola na hora da conclusão. Aos 24′, Gustavo França cobrou falta na área e Maurício desviou, mas a bola foi longe do gol. Na cobrança de falta seguinte, aos 31 minutos, França teve boa oportunidade, mas cobrou em cima da barreira. Aos 37′, Elias aproveitou uma jogada pela direita e bateu forte, Andrew tentou o desvio, mas já estava em posição irregular. A pressão alvinegra aumentou no final do primeiro tempo. Gabriel Conceição foi derrubado perto da grande área, e na cobrança da falta, Gustavo França acertou a trave da Aparecidense-GO. Léo Artur, de voleio após bola lançada na área, aos 47′, e Gledson, num chute de longe aos 51′, ainda tentaram o empate, mas o primeiro tempo terminou com a equipe goiana na frente.

O vestiário fez bem ao Figueirense, que voltou mais organizado, e ainda mais agressivo para o segundo tempo. De cara, Fonseca promoveu a entrada de Guilherme Pato no lugar de Gustavo França. O gol de empate saiu logo no primeiro minuto. Após cruzamento de Andrew pela direita, Gabriel Conceição desviou de cabeça para as redes e saiu para o abraço, ou melhor, para a dancinha, prometida pelo atacante em entrevista coletiva no decorrer desta semana, caso marcasse com a camisa do Furacão. O gol inflamou as arquibancadas do Estádio Orlando Scarpelli, e a virada passou a ser uma questão de tempo. De um lado, o Figueirense tentando criar oportunidades de gol, e do outro lado, a Aparecidense-GO travando o jogo, com um jogador caindo no chão a cada 2 minutos. Aos 7 minutos, por muito pouco Léo Artur não encontrou Gledson sozinho na área, mas a bola correu demais. Em busca da vitória, Roberto Fonseca seguiu mudando. Primeiro, entraram Cesinha e Léo Baiano, nos lugares de Léo Artur e Gledson. Depois Marquinho entrou no lugar de Vinícius Nucci. Aos 32′, Gabriel Conceição precisou ser substituído pelo atacante Renan Bernabé. O garoto de apenas 19 anos precisou só de 03 minutos em campo para mostrar porque é considerado uma das grandes revelações recentes das categorias de base do Furacão. Aos 35 minutos, Maurício levantou a bola na área, Marquinho ajeitou, Léo Baiano até tentou, mas foi Bernabé que tocou com categoria na saída do goleiro Gabriel Félix, virando o placar para o Figueirense. Depois do gol alvinegro, a Aparecidense-GO mudou a postura e quis jogo, oferecendo mais espaço para o Figueira. Aos 41′, Cesinha fez boa jogada e bateu da entrada da área, a bola passou perto, assustando a equipe goiana. Nos últimos instantes a Aparecidense-GO levantou duas vezes a bola na área alvinegra, mas Wilson defendeu com tranquilidade, garantindo a vitória do Figueirense, que voltará a campo no domingo (28), diante do Botafogo-PB, que neste sábado (20) empatou por 1×1, em casa, com o Pouso Alegre-MG.

Entrevista Coletiva pós-jogo com o técnico Roberto Fonseca:

Ficha Técnica
Figueirense (2)
Wilson; Elias, Otávio Gut, Maurício e Vinicius Nucci (Marquinho); Robson Alemão, Gledson (Léo Baiano) e Leo Artur (Cesinha); Gustavo França (Guilherme Pato), Andrew e Gabriel Conceição (Renan Bernabé ).
Técnico: Roberto Fonseca

Aparecidense (1)
Gabriel Felix; David, Vanderley, Léo Rigo e Rodrigues; Felipe Manoel (Pedro), Ferreira; Du Fernandes (Jackson) Caique (Thuram), Calyson (João Diogo) e Alex Henrique (Rafa Marcos).
Técnico: Moacir Junior.

Gols: Alex Henrique, de pênalti, aos 12 minutos do 1º tempo (Aparecidense-GO); Gabriel Conceição, a 1 minuto do 2º tempo, e Renan Bernabé, aos 35 minutos do 2º tempo (Figueirense).

Cartões amarelos: Robson Alemão (suspenso no próximo jogo), Gledson e Léo Artur (Figueirense); David, Calyson, Rodrigues e Léo Rigo (Aparecidense-GO).

Público Total: 7.385
Renda: R$ 126.426,00

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *