Figueirense FC - Site Oficial
Figueirense

x

Remo
Campeonato Brasileiro -  
27/07/24 -  
Estádio Orlando Scarpelli

No futebol, é comum dizer que um bom time começa por um bom goleiro. No Figueirense, esse pensamento não é só comprovado, mas vai além: serve como um dos pilares de equilíbrio entre a experiência e a juventude do elenco. Com atuações convincentes, Denis vem ratificando todo seu potencial, em campo, e a confiança conferida no clube, ao garantir vitórias e empates determinantes para a manutenção da liderança no Campeonato Catarinense.

Ontem (17), diante do Avaí, na Ressacada, ele foi considerado o craque do jogo. Firme nas saídas da pequena área e atento para realizar defesas de algo grau de dificuldade, o jogador confirma que a boa fase não surge por mera sorte. Para ele, é resultado de muito trabalho em conjunto com a comissão técnica e o grupo, formado há menos de três meses.

“Tenho procurado corresponder. Não sou imbatível, mas busco fazer o melhor possível. Estou acostumado com críticas e isso mostra a força do trabalho e da concentração (mental)”, comentou. 

“A confiança plena do torcedor vem com o tempo. Você não vê nenhum jogador sendo idolatrado com dez jogos. Trabalho cada dia mais e nada melhor que estar preparado. Reflexo disso são as partidas que venho fazendo”, completou.

Presente em todos os jogos da temporada, incluindo Estadual e Copa do Brasil, o atleta, com 69 jogos vestindo a camisa alvinegra, segue com regularidade no processo de evolução desde o início da pré-temporada, em janeiro deste ano.

“Eu fico muito feliz de estar atuando em todas as partidas com bom rendimento. Isso mostra o resultado dos treinamentos desde o começo da temporada”, disse, ao exaltar os treinadores de goleiros: “O Joseval (Vieira) e o Eduardo (Melgarejo) têm um trabalho fundamental. Com planejamento, estão me ajudando muito”. 

Com contrato até o final deste ano, Denis identifica um cenário positivo a partir das mudanças ocorridas no clube, desde o final de 2018, e projeta a meta principal do Alvinegro. 

“Eu tive uma reunião muito franca com a diretoria e estou muito feliz para estar jogando. Totalmente diferente do ano passado”, relatou. 

“Estou ciente da situação do clube e fui verdadeiro. Por isso, estou tranquilo para cumprir meu contrato e ajudar o Figueirense a subir para a série A”, concluiu.