O Figueirense promoveu durante a partida do último domingo (05), no Estádio de Futebol Orlando Scarpelli, junto à Rede Catarina do 22° Batalhão de Polícia Militar (BPM), atos de conscientização e enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher, com foco no atendimento adequado aos casos emergenciais.

Essa iniciativa está baseada na campanha Sinal Vermelho, que é uma das ações integrativas da Operação Átria.
O objetivo da campanha é oferecer um canal silencioso de denúncia à vítima que, de seu domicílio, não consegue denunciar a violência sofrida, e, ao conseguir se afastar, dirige-se a um local seguro onde será feito o acionamento adequado.

A letra “X”, escrita na mão da mulher, de preferência na cor vermelha, funciona como um alerta e sinal de denúncia de forma silenciosa e discreta, de situação de violência. Conscientizando a quem perceber o sinal na mão de uma mulher, a procurar a polícia e ajudar a identificar o eventual agressor.

 

A coordenação da Operação Átria está sendo realizada através da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública com o apoio da Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP), da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres (SNPM) do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, do Conselho Nacional de Justiça e do Conselho Nacional do Ministério Público, Colegiado de Segurança Pública de Santa Catarina, com o apoio e execução pela Polícia Militar de Santa Catarina.

A PMSC irá participar dessa Operação com ações visando intensificar o atendimento às vítimas de violência contra a mulher, reforçar a fiscalização do cumprimento de medidas protetivas, além de conscientizar a população sobre a importância de denunciar as agressões. A operação está prevista para ocorrer entre 27 de fevereiro a 28 de março.

Release: PMSC
Campanha: PMSC, Poder Judiciário de SC
Fotos: Patrick Floriani – FFC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *