Figueirense FC - Site Oficial
Náutico

x

Figueirense
Campeonato Brasileiro -  
14/07/24 -  
Estádio dos Aflitos

Foto: Hermes Bezerra / FFC

“O torcedor pode ficar consciente e tranquilo porque têm pessoas do bem, aqui, trabalhando para recuperar a imagem do clube. Não era positiva, mas estamos recuperando a credibilidade”, destacou ontem (30) o técnico do Figueirense, Hemerson Maria, na coletiva após o empate com o Metropolitano pela quinta rodada do Campeonato Catarinense. Invicto e com a melhor defesa do Estadual, o Alvinegro segue líder e com o melhor início em 37 anos.

Com nova gestão desde dezembro de 2018, o Furação do Estreito passou por uma profunda reformulação dentro e fora de campo. Com a chegada de Hemerson, iniciou-se o trabalho conjunto de construção do elenco, que tem como pilar a base, representante de mais de 50% do total e da diminuição da media de idade para um patamar abaixo dos 23 anos.

“Para lançar os meninos, agora, tem que ter coragem, personalidade e suporte, que a diretoria está me dando. Eu sabia das dificuldades financeiras do Figueirense e do projeto. Eu gosto de trabalho feito com planejamento. Está tudo dentro daquilo que a gente traçou. Os resultados em campo estão sendo melhor que a nossa performance, mas estamos no caminho certo. É um trabalho de recuperação”, pontou o comandante.

Desempenho

Sobre o saldo das primeiras partidas, o técnico faz um balanço acumulado pelo alvinegro. “O saldo foi muito positivo. Fiquei muito feliz com a atuação e o aproveitamento dos garotos, que estão aparecendo e se consolidando na equipe profissional do Figueirense. Nós não vamos vencer todos os jogos do campeonato, teremos dificuldades, pois o Estadual é duro”, lembrou.

Ao falar das metas para o ano, Hemerson indicou que o clube “tem muita coisa para provar”. “Nosso objetivo é conquistar o bicampeonato, mas não podemos fugir do nosso planejamento. Nós temos que ter o aproveitamento das categorias de base e o campeonato regional é o melhor momento para lança-los”, garantiu, ao citar que o diferencial nas arquibancadas e no programa de sócios: “O torcedor está comprando (a ideia), acreditando no projeto e abraçando a equipe, pois é o nosso craque, o camisa 10, o que está fazendo a diferença.”