Figueirense FC - Site Oficial
São Bernardo

x

Figueirense
Campeonato Brasileiro -  
23/06/24 -  
Estádio 1º de Maio

Elenco treina no campo do Orlando Scarpelli – Foto: Patrick Floriani / Figueirense

No esporte, o imponderável surge como um fator relevante no dia a dia, porém a história recente vem provando que esse item deixou de ser primordial para o sucesso ou fracasso em competições. Uma prova dessa realidade é o Figueirense, que passou a adotar o planejamento profissional como o novo ponto de equilíbrio para o sucesso não só no futebol, mas também nos setores administrativo e financeiro.

Ao implementar processos para tomada de decisões, a partir de dezembro de 2018, o clube-empresa com maior torcida do país busca efetivar uma tendência já consagrada pelo mundo e que ainda resiste em prosperar entre as equipes de todas as divisões, no Brasil: a profissionalização. E esse passo evolui de forma irreversível no Estreito, segundo o diretor de Planejamento e Relações Institucionais do Furação, Murilo Flores.

“Não existe mais espaço para retrocessos. As dificuldades continuarão existindo nos próximos anos, não podemos nunca esquecer. A diferença, agora, é que estamos provando que existe luz no fim do túnel. E essa projeção não surge por mágica, mas devido ao planejamento que seguimos à risca, conforme os melhores padrões de governança existentes no mercado”, explicou.

No aprofundamento da análise sobre as ações, Flores indicou que a responsabilidade é um diferencial que marca, efetivamente, a saída do amador para o almejado profissionalismo.

“Para alcançar resultados e atingir objetivos, dentro e fora de campo, é prioritário que tenhamos uma condução responsável do Figueirense. E isso está sendo concretizado com a administração criteriosa dos recursos e das rotinas. Por isso, ratifico: não se gasta mais nenhum centavo se não for possível indicar a origem para o pagamento”, relatou.

Com os salários do exercício de 2019 em dia para todos os jogadores e funcionários, bem como o trabalho de equacionamento das dívidas acumuladas recentemente, o Figueirense vem confirmando a validade do voto de confiança dado pela torcida e conselheiros, que seguem abraçando o clube em uma campanha que vem superando as expectativas. Em 2019, o Furacão concretizou a promoção de 19 jovens da categoria de base e a manutenção de jogadores experientes, como Denis e Zé Antônio.

Elenco renovado conta com 19 jogadores da base alvinegra – Foto: Patrick Floriani/FFC

“São conquistas de curto, médio e longo prazos que fazem a diferença e trazem, de volta, a necessária confiança para o clube. Não prometemos títulos, pois isso é consequência de todo um trabalho nos bastidores e, posteriormente, no gramado. O que posso garantir é que vamos valorizar nosso celeiro de craques para recolocá-lo no seu devido lugar: protagonista entre os clubes médios do Brasil”, comentou.

Integração

Alinhado com o projeto alvinegro, o técnico Hemerson Maria sempre destacou, durante entrevistas desde a pré-temporada, a mudança das perspectivas e do ambiente interno no processo de reformulação do elenco, a partir da utilização prioritária dos jovens da base.

“Para lançar os meninos, agora, tem que ter coragem, personalidade e suporte, que a diretoria está me dando. Eu sabia das dificuldades financeiras do Figueirense e do projeto. Eu gosto de trabalho feito com planejamento”, afirmou o comandante.

“O nosso principal objetivo é valorizar e resgatar o Figueirense. Essa é nossa primeira intenção. Para ter uma equipe competitiva, forte para chegar bem na Série B, mas sem descartar a busca pelo título no estadual”, concluiu.